WAGNER PINTO

Wagner Pinto.jpg

Wagner Pinto

Abre Caminho, 2021

instalação composta por dezenas de peças de roupas compradas em brechós da Vila Anglo Brasileira e estampadas com imagens deslocadas de embalagens de produtos religiosos e capas de discos de pontos e samba, decompostas e ressignificadas. As peças são dispostas em cabides sobre aramados e araras expositoras juntamente com 4 cartazes horizontais e um luminoso. As peças podem ser adquiridas e retiradas ao final da exposição. O pagamento será feito via PIX. O dinheiro das vendas será utilizado para pagar os custos do trabalho e também para ajudar no aluguel do imóvel do “Brechó da Maria” que está com ordem de despejo para final de setembro.

Wagner Pinto 

1978, Porto Alegre, RS.

Vive e trabalha em São Paulo, SP.

Formado em Artes Gráficas e em Comunicação. Sua produção atravessa os campos da pintura, da colagem, da arte têxtil, da estamparia e da animação digital. Há mais de uma década, o artista pesquisa a iconografia de religiões de matriz africana, como Umbanda, Batuque, Tambor de Mina e Candomblé, e das oriundas dos povos da floresta, como Santo Daime. Atualmente, sua investigação se volta para o design de embalagens de produtos religiosos e capas de discos de ponto, que o artista coleciona, analisa, decompõe e ressignifica, deslocando as imagens de seu contexto original. O interesse central do trabalho é dar maior visibilidade à profusão de cores, ritmos e formas dessas representações iconográficas, inserindo-as, de várias maneiras, no contexto dos grandes centros urbanos. 

Desde 2004, participa de exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior, das quais destacam-se Miração (2008, SP), Floating (2009, Londres), Brazil Illustrated (2010, Tóquio) e Ventos de Oyá (2013, Brasília).

Site: http://www.wagnerpinto.com